sexta-feira, 18 de junho de 2010

Chove


(Alex Guedes/Rogerio Bahiense)



Olho na janela a chuva fina escorrer
E no peito aperta a saudade de você, de você
Nos meus sonhos vejo a porta abrindo devagar
Você me abraça e diz que voltou pra ficar, pra ficar

Ah, quem dera fosse de verdade!
Pra matar de vez essa saudade
E acabar com tanta solidão
Que você deixou

Chove!
Lá fora chove
E a noite fria
Me faz sofrer

Chove!
Lá fora chove
Nesse vazio
Choro sem você.

©ag/rb

***