segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Amor Bandido


(Rogerio Bahiense)


Meu desejo de dizer que ainda te quero
É tão forte no meu peito dói e chega latejar
A saudade não saiu do meu caminho
Eu ainda estou sozinho

Louco pra te encontrar


Mas parece que o destino me castiga

Vira e mexe alguém me liga
Me dizendo que te viu

Eu nem em sonho realizo essa proeza

Lembro com muita tristeza

Só quando você partiu

Amor bandido desses que a gente chora

Bota toda dor pra fora

A vista chega até arder

Nem ombro amigo manda a solidão embora

Não há nada que consola

A perda de um bem querer


Toda vida que passou não me importa

O meu dia-a-dia há muito tempo já não tem valor

E um grito preso guardo na garganta

A revolta em mim é tanta

Quando penso que acabou

Sei que o mundo gira e passa bem ligeiro

Mas todo meu desespero

Parece não ter mais fim

A minha sina deve ser ficar sofrendo

Pouco a pouco envelhecendo

Sem você junto de mim


Amor bandido desses que a gente chora

Bota toda dor pra fora

A vista chega até arder

Nem ombro amigo manda a solidão embora

Não há nada que consola

A perda de um bem querer.


©rb

***

domingo, 15 de agosto de 2010

Teu Reinado Acabou


(Rogerio Bahiense)



Chega não tô mais pra conversa fora
Tô a fim de mudar
Minha praia não é essa
Chega já sofri a beça
Teu reinado acabou
Aqui dentro de mim

Agora vou dar vez
A minha consciência
Tô valendo muito
Me dei por tão pouco
De um jeito louco
Não me valorizei

E nada de você
Ficou na lembrança
Te risquei do mundo
Eu patinei legal
Mas caí na real
E me recuperei

Nada de lágrimas no olhar
Eu não preciso de um amor
Que me faça sofrer
Que me faça chorar
Tô querendo saber de mim
Vacilei mas chegou ao fim

Chega não tô mais pra conversa fora...

©rb

***

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Chove


(Alex Guedes/Rogerio Bahiense)



Olho na janela a chuva fina escorrer
E no peito aperta a saudade de você, de você
Nos meus sonhos vejo a porta abrindo devagar
Você me abraça e diz que voltou pra ficar, pra ficar

Ah, quem dera fosse de verdade!
Pra matar de vez essa saudade
E acabar com tanta solidão
Que você deixou

Chove!
Lá fora chove
E a noite fria
Me faz sofrer

Chove!
Lá fora chove
Nesse vazio
Choro sem você.

©ag/rb

***

terça-feira, 6 de abril de 2010

Pra Não Sofrer


(Alex Guedes/Rogerio Bahiense)



Tentei
Te esquecer
Jurei pra mim
Que nunca mais ia lembrar

Fugi
Pra não sofrer
Mas tudo foi em vão
Bastou você voltar

É sempre assim que você faz
Me esquece sem pena
Quando sai de cena

Vou apagar do celular
As mensagens que eu recebi
Na digital não vou deixar
As fotos com você

Vou colocar no seu lugar
A saudade, mas vou resistir
Dessa vez
Vou me ajudar a te esquecer.

©ag/rb

***

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Quem manda é o coração


(Makafri/Rogerio Bahiense)



Tô me descobrindo com você
Aos poucos
Minha vida encontrou
Um motivo a mais para viver

Eu tive a ilusão
De um dia dominar o sentimento
Outra vez o coração
Me mostrou que manda no meu pensamento

Tô me descobrindo com você
Aos poucos
E ainda vou achar
De uma forma um jeito pra te convencer

Ah! Te amo e quero é mais
Quem manda é o coração
A gente pode ser feliz
Não pensa vem e faz

De mim o que quiser
E deixa acontecer
Tudo que eu preciso
É de um momento com você.

©m/rb

***

Tudo Bem


(Makafri/Rogerio Bahiense)



Se amanhã
Sem querer a gente se cruzar
Eu nem sei o que será de mim
Se vou sorrir
Se vou chorar
Me segurar

Se alguém
Por acaso nos apresentar
Vou fazer de conta que não sei
Quem é você
Pode deixar

Você também
Pode fazer o mesmo que te dou razão
Afinal de contas o que a gente foi
É problema só do nosso coração

Eu vou tentar
Não te olhar nos olhos não te embaraçar
Sei que vai ser barra mas vou suportar
E na despedida aperto a tua mão

Tudo bem
Segue o te caminho
Que eu sigo o meu
Ninguém vai saber o que aconteceu
Entre nós
Somente adeus.

©m/rb

***

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Vai Embora


(Makafri/Rogerio Bahiense)


Vai embora daqui
Não te aguento mais saudade
Vai baixar noutro terreiro
Dá um tempo pro meu peito

Por que faz isso comigo?
Quero ter apenas o direito
De brincar, curtir
Cantar, sorrir sem me importar
Contigo desse jeito
De brincar, curtir
Sambar, sorrir sem me importar contigo

Vou enterrar toda saudade
Brindar felicidade
Tristeza vai dançar da minha vida

Vou enterrar toda saudade
Brindar felicidade
Tristeza vai dançar da minha vida
Vai embora...

©m/rb

***