sábado, 30 de janeiro de 2010

Foi jogada do destino


(Rogerio Bahiense)



O destino às vezes é de amargar
Quem diria que logo você
Ia me impressionar
Quem eu tanto julguei
Ser vazia, tão fria, era outra pessoa

Você foi feito oásis em pleno deserto pra mim
Personagem central no momento
Mais certo enfim
Eu andava carente, descrente do amor
Numa boa, perdoa
Desprezar você assim

É que a gente não vê quando o amor
Tá na cara
Você me esperou tanto tempo
E isso é coisa tão rara
Se eu só percebi isso agora
Não importa, deu nó
Ninguém mais desamarra

Você foi o meu presente que caiu do céu
Foi jogada do destino
Tanto amor em minha frente
Foi acaso não
Foi jogada do destino

Se pra tudo há um jeito, uma solução
Você foi a dose certa pro meu coração
Sair da solidão, viver uma paixão
E ser feliz então.

©rb

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário